Aprenda a lidar com as pessoas que dão “pitacos” sobre o seu Casamento

Tempo de leitura: 4 minutos

Preparei esse post por pedido de uma noivinha e por perceber que muitas noivas também se estressam com a questão das pessoas darem “pitacos’ sobre o seu casamento.

Em alguns casos é a sogra que dá palpite em tudo, em outros casos é a tia, a prima, a vizinha, a colega, a mãe e até mesmo pessoas que a noiva nem é tão próxima.

De tanto “pitaco” que dão no casamento, essas pessoas ficam parecendo serem a própria noiva e toda essa situação causa um grande stress e aborrecimento nas noivas.

Abaixo vão algumas dicas para te ajudar a lidar com toda esta situação.

Uma forma de lidar com isto é você perceber que você tem o direito de falar sobre seu problema com a pessoa envolvida e resolver a situação. É importante você falar diretamente para a pessoa sobre como se sente em relação a questão.

Faça isto na primeira pessoa do singular e descreva o seu sentimento, como por exemplo: “Eu me sinto triste por você querer sempre dar muitas opiniões no meu casamento.” Em vez de acusar a pessoa de algo, como por exemplo: “Você me deixa triste por querer dar sempre “pitacos” no meu casamento.”

Agindo como no primeiro exemplo você estará dizendo como realmente se sente (“Eu me sinto triste”), o que a ação da pessoa gerou em você. No segundo exemplo você irá acusar a pessoa (você me deixa triste), e ela pode muitas vezes brigar com você e falar que não causou isto, pois para ela, o que ela fez não foi com a intenção de te magoar.

Por isso que adotando a primeira pessoa e descrevendo os sentimentos que você sentiu com a ação da pessoa, mesmo que esta pessoa tente argumentar que não tinha a intenção de magoá-la, você pode dizer que entende isso, mas não pode negar aquilo que sentiu ou está sentindo.

Dessa forma, você estará falando de uma forma educada que não se sentiu bem com o que a pessoa está fazendo, o que pode fazer com que a pessoa realmente lhe entenda e mude a forma de agir com você. Além disso, você estará evitando um stress da discussão caso você a acusasse.

Se a pessoa que você estiver com problema for a sogra, por exemplo, para ajudar nesta conversa peça o seu noivo para te auxiliar nisto e ir junto com você conversar com ela. Diga por exemplo que vocês já estão organizando tudo para o casamento, que se sentem felizes por ela querer ajudar no casamento, mas que muitas coisas vocês que gostariam de decidir sozinhos. E se precisar da ajuda dela em alguma questão, vocês irão falar com ela. Isto deve ser feito com delicadeza, respeito, sem agressividade e sem brincadeirinhas indevidas.

Outra forma de lidar com esta situação é saber dizer “NÃO” quando for preciso.

dizer não

Pode parecer bobagem, mas esta simples palavrinha está na lista das palavras mais difíceis de dizer ou colocar em prática.

Muitas pessoas receiam dizer “não” pois temem desagradar o outro ou mesmo causar algum tipo de conflito.

Muitas vezes pensamos que recusar um pedido, recusar uma ideia de como organizar o casamento ou recusar opiniões para o casamento pode causar sentimentos ruins no outro e, se isso acontece, provavelmente não seremos tão queridas.

Dizer “não” está diretamente relacionado com a habilidade de afirmar-se. Trata-se de uma prática que envolve assertividade. Muitas vezes achamos que dizer “não” poderá ser ruim, mas, quem diz “sim” para tudo, pode deixar de lado aspectos importantes sobre si mesmo como vontades pessoais, opiniões, limites.

Quando se encontram em uma situação entre o que quer fazer no casamento e o que a outra pessoa espera dela, muitas pessoas se sentem erradas e ansiosas e então cedem em favor da outra pessoa e não em favor de si mesma.

Quando a pessoa quer dizer “não”, mas diz “sim”, a pessoa está priorizando a pessoa atendida e não ela mesma. Isto pode fazer com que a pessoa tenha dificuldades nas relações, se sinta frustrada com o seu desempenho e se sinta com raiva, stress e baixa auto-estima.

Mas é importante que o “não” seja dito com gentileza e com muita educação para não gerar discussões, aborrecimentos e brigas de ambas as partes.

No momento de dizer um “não”, agradeça a pessoa por estar lhe oferecendo algo, por estar querendo ajudar ou por querer dar a opinião.

Diga que você a reconhece por isso, mas que prefere agir de outra forma, que prefere fazer uma coisa diferente do que ela quer e do que ela pensa.

Deixe seu comentário e me diga se estas dicas te ajudaram e o que elas fizeram você perceber na sua vida. Vou amar ler o seu comentário J

Beijinhos da psicóloga da noiva

  • Yara Barros

    Muitoo obrigada Brunaa !!
    Realmente dizer não é muito dificil pra mim, acabo me magoando, para não magoar as outras pessoas …..
    Saber como falar é a melhor maneira amenizar a situação mesmo!!!

    Obrigada pelo post….
    Você está me ajudando muito com suas orientações

    Beijos

    • Olá querida Yara, por nada 🙂 Fico muito feliz por estar te ajudando!!!

      Com certeza, saber como falar é o melhor modo para não se magoar e não magoar as pessoas.

      Beijinhos

  • Rebeca Veronessi

    Bom dia Bruna! Eu estava exatamente assim, dizendo SIM para tudo que as pessoas falavam, até que me cansei e resolvi sentar com o meu noivo para decidirmos tudo sobre o nosso casamento. As coisas ficaram bem melhores depois disso!!! Um beijo a você e a todas as noivas.

    • Que ótimo que as coisas melhoraram depois da atitude que você teve 🙂

      É assim que tem que ser, precisamos sempre tomar ações que auxiliem a nos sentir melhores e mais felizes.

      beijinhos querida

  • Renata Guerra

    Muito bacana o post Bruna, acho que você poderia fazer um sobre a dificuldade que alguns noivos (noivas tambem, mas acho que com homens acontece com maior frequencia) tem em aceitar presentes. Não aceitam nada de ajuda financeira, ou mesmo presentes que ajudam no casamento como lua de mel, decoração, buffet….não sei se por machismo, ou um orgulho besta…mas estou passando por isso e é bem complicado, porque sou sempre quem fica no meio, com cara de ovelha para a pessoa que ofereceu o presente e tendo que lidar com o meu noivo cabeça dura! hahahaahaha

    • Que bom que gostou do post Renata 🙂

      Com certeza essa questão é bem complicada, mas sempre tem um jeitinho para lidar com essa situação e no final dá tudo certo. Pode deixar que vou fazer um post assim 😉

      beijinhos

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()