Crianças no casamento: elas devem participar deste momento?

Tempo de leitura: 3 minutos

Que a lista de casamento é um dos maiores problemas dos noivos você provavelmente já sabe. Nesse dilema de cortar uns e colocar outros, muitos casais ficam em um dilema: e as crianças no casamento? Elas devem ou não participar?

É claro que aqui não estamos falando do encanto das daminhas e pajens, mas aqueles que são filhos de amigos, parentes ou até mesmo convidados mais distantes. Eles devem fazer parte dessa seleta lista? Descubra no post de hoje.

crianças no casamento

Por que não chamar?

É cada vez comum ver noivos que pedem que as crianças não participem da festa. Na verdade, não existe certo ou errado nessa situação, mas, se pararmos para pensar friamente, um casamento não é lugar para crianças pequenas.

Qual é a necessidade de um pequeno de 2 anos estar nessa festa? Se ele não tem nenhuma relação de parentesco com os noivos, nenhuma.

Eu sei que isso pode soar muito polêmico, mas o horário pode não ser o mais apropriado, a música é alta e elas ainda podem fazer com que os pais não aproveitem. Ou seja, sendo bem franco, o mais indicado é não ter crianças no casamento.

E tem mais: nem chique é. A festa pode perder parte do glamour com os pequenos correndo de um lado para o outro ou ainda gritando a todo momento.

Por que chamar?

Como tudo na vida, o assunto de criança no casamento tem um outro lado. Algumas pessoas têm a visão diferente e acham que a presença dos pequenos pode dar um perfil mais familiar para a festa.

Nesse caso, é bom se preparar e fazer uma análise um tanto quanto criteriosa sobre a idade deles. Isso porque muitos dos buffets começam a cobrar a partir de certa idade, então pode ser que você tenha uma grande surpresa no final das contas.

Além disso, é bom planejar questões como mesas e assentos e outros detalhes para operação da festa.

Afinal, ter ou não crianças no casamento?

Como você pode perceber, a escolha desse detalhe parte muito de uma decisão de cada casal. Pode ser que vocês não queiram abrir mão das crianças nesse momento, mas pode ser ainda que eles não caibam no seu orçamento.

Por isso, o melhor caminho é sentar, conversar e decidir o que faz mais sentido para vocês. Assim fica mais fácil tomar uma decisão tão importante como essa.

Como comunicar minha decisão?

Se você quer ou não chamar os pequenos, então é bom tomar cuidado e já deixar isso explicito no convite. Quando ele tem “senhor e senhora”, por exemplo, está comunicando que não pode levar a criança para festa.

Por outro lado, se estiver “e família”, os convidados podem entender que o convite está se estendendo para os filhos também.

Depois de ler esse post e entender um pouco melhor como resolver a polêmica de crianças no casamento, decida pela opção que faz mais sentido para você. E você, já decidiu o que vai fazer? Comente no espaço abaixo e ajudem outras noivinhas também!